(011) 4990-0366 / 4990-0168

info@apmsantoandre.org.br

A APM defende os interesses da classe médica

Sexta, 19 de fevereiro de 2021


A Associação Paulista de Medicina - APM é uma entidade do terceiro setor, sem fins lucrativos, destinada a promover a união e defesa dos interesses da classe médica do estado de São Paulo na capital e no interior, lutando pela valorização do médico nos âmbitos público (Sistema Único de Saúde) e privado (planos de saúde). Por essa razão, a APM está presente no Congresso Nacional, Assembleia Legislativa, Câmaras Municipais, Conselhos de Saúde, Agências Nacional de Saúde Suplementar e de Vigilância Sanitária e em outras instâncias dos poderes Legislativo e Executivo, não só para representar os interesses dos médicos e, consequentemente, de toda a sociedade. Nesse importante trabalho, a APM conta com a força de 75 Regionais ativas, além de cerca de 50 Departamentos e Comitês Científicos. Para falar sobre a importância da APM, entidade federada da Associação Médica Brasileira (AMB) no estado de São Paulo, que, por sua vez, é filiada à Associação Médica Mundial (WMA – Word Medical Association), a revista Notícias Médicas entrevistou o presidente da APM Regional Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, Dr. Newton Ota Takashima. Acompanhe e veja a importância da entidade. A participação do médico é fundamental!

Qual a importância da APM para a classe médica?

A APM defende os interesses da classe médica, não só do ponto de vista científico, mas também em orientações administrativas e de bem-estar social. Outras duas grandes entidades médicas têm seus focos determinados: o Conselho Regional de Medicina – CRM defende a Medicina (para não ter conflito, ele não pode ser o defensor dos médicos) e o Sindicato dos Médicos foca nas condições trabalhistas. A Associação Médica Brasileira (AMB) tem trabalho parecido com a APM, mas tem que atender o país todo.

Na APM Regional de Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, o senhor já atuou como diretor, vice-presidente e, agora, como presidente para a gestão de 2020/2023, ou seja, um longo histórico de trabalho em prol do associativismo. Com essa larga experiência, quais são os desafios enfrentados pelo dirigente de entidade médica?

O médico era formado para ser um profissional liberal, autônomo e autossuficiente, como exemplo, o médico num consultório, isso o fazia desenvolver seu trabalho mais solitariamente, e ele vinha buscar seus pares no associativismo. Agora, com o desenvolvimento de trabalho conjunto com a equipe multiprofissional da assistência, o médico tem uma maior rede de relacionamento profissional, além disso, há a massificação da informação, a força das redes sociais, a globalização..., com tudo isso a atenção dos médicos fica dividida, acarretando em menor participação nas entidades médicas. Cabe às entidades médicas encontrar os pontos de maior interesse e necessidade da classe médica, para reconquistar a atenção.

Os médicos entendem a importância de uma entidade representativa, como a APM?

A maioria não entende ou não valoriza, pois a APM se desdobra para fazer suas atividades, com o trabalho e grande dedicação de médicos voluntários. Dentre várias ações, destaco que a APM faz negociação com operadoras de planos de saúde (convênios), para garantir um reajuste mínimo necessário aos médicos (o associado que não conseguir esse reajuste pode recorrer à APM); faz a defesa da classe junto a toda sociedade civil, tanto contra tentativas de diminuir o trabalho médico quanto buscar boas condições de trabalho; desenvolve parcerias de cultura e bem-estar para os médicos (ótima pinacoteca e clube de campo); e mantém parcerias com empresas que oferecem descontos especiais em uma variedade de produtos e serviços. Tenho convicção que se a APM não existisse, os médicos estariam clamando pela entidade – muita gente só reconhece o valor, quando sente falta do trabalho.

Quais atividades a APM Santo André desenvolve?

Temos atividades de atualização médica, com palestrantes debatendo sobre assuntos de diversas especialidades médicas; atividades culturais, como o Cafezinho Literário, com médicos e diversas outras pessoas da sociedade mostrando sua arte, discussão de filmes, exposição de arte plástica médica etc.; atividades sociais, como almoços e jantares em datas comemorativas, encontros de lazer e entretenimento entre associados, amigos e familiares; atividades de defesa profissional, com orientações aos associados, inclusive mantemos um plantão jurídico semanal em nossa sede; temos um “Clube de Benefícios”, com parceria com diversas empresas da região, as quais dão valores e atenção especiais aos associados da nossa Regional, como cursos de línguas (inglês, espanhol e italiano), despachante, concessionárias ou blindadoras de veículos, lojas diversas, hotéis em cidades turísticas próximas etc. Existem diversos outros benefícios ligados à APM Estadual. Além disso, em nossa sede em Santo André temos auditório para 150 pessoas e espaço social para bar e churrasco.

A entidade já tem uma programação para este ano?

Entendemos que o relacionamento entre os colegas é um dos pontos mais importantes de nossa atenção, então temos uma programação com encontros presencias, em parceria com as regionais de São Bernardo e São Caetano, aguardando a pandemia permitir; seriam três encontros esportivos ao ano, nove jornadas de atualização médica, três encontros culturais, três jornadas de defesa profissional. Além disso a Regional Santo André fará diversas reuniões pela internet para Atualização Médica e atualizará o site e as ações por redes sociais para melhorar a comunicação com a classe. Queremos retomar o Encontro de Dirigentes Hospitalares do ABC e fazer ações de acolhimento ao novo associado (ambos um ou dois por ano). Alguns cursos que planejávamos fazer presenciais terão que ser adaptados para a internet: Planejamento Financeiro Pessoal e Preparo para Telemedicina. Mas para maior acerto das nossas ações, vamos fazer uma pesquisa do Perfil do Médico do ABC, um questionário simples que tomará 3 a 5 minutos para ser respondido, mas cuja tabulação norteará nossas ações, podendo até mexer na programação acima; é muito importante a participação do maior número de médicos possível, para o acerto das nossas decisões.

 

« voltar